7.4.14

Tá pensando que eu sou bonobo?

Tema sugerido por Rebeka Maia.

De fato, as bananas e os humanos tem 50% do DNA igual. Pelo menos foi o que disse uma pesquisa.

Por mais chocante que isso seja, dá pra perceber que muita gente vive em cacho. E você pode tranquilamente distinguir entre uma pessoa madura, uma verde e uma podre. Mas, pobres das bananas, 50% de compatibilidade com nosso ácido desoxirribonucleico não as faz capaz de amar.


Mas os Bonobos amam!

E o que os Bonobos tem com isso? Simples: eles compartilham conosco 98,7% do DNA! Não é demais?!


E o mais legal é saber que "em vez de liberar a tensão pela luta, eles se aninham repetidamente". Aninhar significa sexo em língua de cientista. Entendeu?! Os hippies estavam certos! Faça amor, não faça guerra!

A parte curiosa da história vem do fato dos Bonobos serem diferentes dos Chimpanzés por causa do surgimento do rio Congo e isso fazer o desenvolvimento deles ser bem diferente. Por exemplo, os Bonobos são comandados por fêmeas, enquanto Chimpanzés por machos.

Agora repare na sociedade à sua volta e tente decifrar se os humanos que te cercam são mais Bonobos ou Chimpanzés. Só me faça o favor de não julgar os macacos como humanos, porque... Bom, porque isso seria absolutamente estúpido. A verdade é que os macacos são muito melhores.

Agora você, enquanto símio comprador de bananas, pode caminhar com a espinha ereta até seu trabalho e observar quantas mulheres em cargos de chefia existem na sua empresa. E se feminismo ainda for um tabu (sério? Em 2014? Esse é o país que vai receber a Copa?), sugiro a leitura dessa explicação: http://migre.me/iFXgU

Beijos e abraços.

Fontes:
DNA de macaco Bonobo é 98,7% igual ao humano, aponta estudo - http://noticias.terra.com.br/ciencia/dna-de-macaco-bonobo-e-987-igual-ao-humano-aponta-estudo,4a49da38d43da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html
Human DNA similarities to chimps and bananas, what does it mean? - http://genecuisine.blogspot.com.br/2011/03/human-dna-similarities-to-chimps-and.html

31.3.14

Ornitorrincologia

Tema sugerido por César Cortês.

Você quis dizer otorrinolaringologia?

Não, eu não quis. E se você chegou a esse texto procurando essa palavra, sinto muito. Volta lá pra pro Google seu buscador de preferência e busque melhor.

Estou aqui hoje pra falar desse animalzinho que é um dos dois tipos de mamífero ovíparo no nosso planeta. O outro é a equidna, que voltará a ser mencionada mais a frente. E se você quer uma explicação melhor sobre os hábitos e características do ornitorrinco, procure pela internet.

O que acontece é que o ornitorrinco é um bicho fofo... Quando transformado em desenho ou boneco de pelúcia. Como na ocasião em que foi um dos três mascotes das olimpíadas de Sidney junto com a equidna (falei que ela seria mencionada de novo!) e o kookaburra (lê-se "cuca burra" mesmo e que sacanagem!). Vide:


Fato é que você não teria um ornitorrinco em casa, dada a oportunidade. O bichinho é simpático, mas é feio. Inclusive, conheço muita gente assim.

Logo (não tem nada a ver, mas tudo bem), listo abaixo os 5 mascotes de eventos esportivos mais legais:

5 - Footix - Copa do Mundo de 1998, França


Ok, ok... Essa Copa é um trauma pro torcedor brasileiro, mas o mascote até que é simpático, vai! Ficou em quinto lugar porque 3 a 0 na final é sacanagem.

4 - Quatchi - Olimpíadas de Inverno de 2010, Vancouver


Acho que é o mascote mais fofo de todos os tempos. Ficou em quarto lugar porque Olimpíada-de-Inverno é um negócio bocó pra caramba.

3 - Striker - Copa do Mundo de 1994, EUA


Confesso que o Striker não é tão simpático assim, mas a gente foi tetra nessa Copa né, gente! Lembra? Roberto Baggio de rabicó errando o pênalti, Pelé e Galvão comemorando como se não houvesse amanhã na cabine de transmissão... Enfim: muitas emoções.

2 - Cobi - Olimpíadas de Verão 1992, Barcelona


Como não amar um cachorrinho de Barcelona estilo Picasso? Sem contar que tinha um desenho da turma do Cobi que era bem bobo, mas marcou minha infância. E sim, gringos chamam de Olimpíadas de Verão... O que é um absurdo. Todos sabemos que é só Olimpíadas mesmo.

1 - Fuleco - Copa do Mundo de 2014, Brasil


Eu gostei do tatu-bola como mascote. Podem me chamar de idiota, mas eu acho que a Copa no Brasil será sensacional! Vai ter manifestação, confusão, turista adoidado, festa adoidado... Imagina! Muito legal. Há que se dizer que o nome é péssimo, né. Não sei vocês mas eu não compraria um boneco Fuleco (rimou!) só por parecer meio fuleiro

É isso e nem venham me falar do Naranjito porque eu tinha -1 em 82 e vamos combinar que ele parece um mascote da Sukita.

Beijos e abraços.

22.3.14

Coxinhas

Tema sugerido por Marcel Izidoro.

Se tem uma comida que podemos chamar de tipicamente brasileira, essa comida é a coxinha. Talvez mais comum em São Paulo do que em outros estados.

Não abordarei aqui se a verdadeira coxinha (a coxinha moleque, coxinha de raiz) leva Catupiry requeijão cremoso ou não porque acredito que não devemos perder nosso tempo alimentando preconceitos quando podemos alimentar nossas barrigas.

Mas mais paulista que a coxinha é o paulistaníssimo coxinha (à disposição nas melhores importadoras do Rio de Janeiro também). Não conhece a diferença? Ei-la:

A coxinha:


O coxinha:

Empresário Alexander de Almeida que diz gastar mais de R$ 50 mil em baladas por São Paulo; ele ficou conhecido como o "Rei do Camarote"

É bastante simples: a coxinha é um salgado de massa recheado com frango, enquanto o coxinha é o metido a besta que frequenta baladas top pra tomar umas champas no camaras.

A verdade é que essa breve e insípida explicação* serve de introdução para a seguinte afirmação: gosto por coxinha não se discute.

Sim, é isso mesmo. Porque tem gente que come coxinha e gente que não come. Tem quem goste da coxinha bem sequinha e quem goste do coxinha com camisetas da Abercrombie.

Fato é que o mundo pode muito bem ser dividido entre "comeria" e "não comeria". Pense bem...

Segue exemplo:

Comeria
- Picanha
- Fernanda Lima
- Chocolate
- Um pote inteiro de sorvete
- Cleo Pires
Não comeria
- Língua
- Beyoncé
- Sabonete
- Veneno de rato
- Pedra

Exercite essa divisão de mundo e veja como seu mundo ficará muito mais simples. Mas atenção! A lista não precisa ser definitiva. O gostoso da vida (que é bonita, é bonita e é bonita) é justamente a possibilidade de mudarmos de ideia de vez em quando.

E sexo, claro. Sexo é muito gostoso.

Enfim, minha gente amiga... Esse texto foi pra desenferrujar os dedos. Esse negócio de escrever no blogue só uma vez por ano tá acabando com a minha criatividade. Só espero que o próximo tema sugerido não seja bolovo.

Beijos e abraços. #partiu #happy #hour

* Melhores explicações sobre coxinhas você encontra nos seguintes links:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Coxinha
http://folha.com/no1078798