26.10.14

Eleições 2014: a baixaria

Eleições

Quem abusou na festa da democracia vai sofrer de ressaca

Ainda bem que já vai acabar. Essa foi a pior época de eleições que já vi na minha breve vida (e olha que eu vi o Pitta ser eleito). O baixo nível das campanhas dos presidenciáveis foi praticamente onipresente e absolutamente insuportável. Mesmo gente que até anteontem dizia que “política é muito chato” partiu pro compartilhamento impensado de ofensas, agressões e preconceitos no FlaFlu que virou a eleição presidencial de 2014.

Deixa eu explicar uma coisa pra vocês: democracia não é futebol. A gente não tem que torcer pra um time ser derrotado. A gente tem é que torcer pro país ficar melhor. Não importa quem ganhe, entendeu? As pessoas não são boas ou ruins porque votaram na Dilma ou no Aécio.
Mas se tem um fato dessas eleições é que você foi, sim, vítima do marketing político. As tropas dos comitês de campanha dos partidos trabalharam que nem malucos pra produzir o melhor viral e - adivinha só! - muitos deles foram parar na sua timeline, no seu grupo de whatsapp ou na caixa de entrada do seu email. É triste ver cidadãos brasileiros se comportando como consumidores de política. Democracia não é mercado, queridos. A gente não pode confundir as duas coisas sob pena de vender nossa liberdade.




Aliás, Democracia também não é dizer que vai sair desse país se Fulano ganhar essa eleição. Pesquisas do instituto Databozo indicam que a população do país cairia pela metade (margem de erro de uma balsa para mais ou para menos) se cada um que disse isso de fato concretizasse a ideia. Que asneira! Dizer uma idiotice dessa só deixa mais claro que você não entendeu pra que servem eleições, ou pior: não entende o que de fato é uma ditadura.

Não se iludam: PT e PSDB são quase a mesma coisa. Ambos tem políticas sociais e ambos entendem que não dá pra governar um país sem visão econômica. Claro que existem diferenças entre os partidos, mas não foi isso o que apareceu nessa campanha. O que vi foi um sem-fim de acusações imbecis e, na maioria das vezes, infundadas.

Ninguém pode ter vergonha de escolher um candidato e muito menos ficar indignado porque um conhecido escolheu outro. Isso é coisa de gente burra, tá?


Cadê o Eduardo Jorge, hein?


O que eu quero é que meu país seja mais inclusivo e que todos tenham a igualdade de condições pra tudo. Um país que respeite a liberdade, a capacidade e a vontade das mulheres. Que trate como humanos que são os negros, os homossexuais e os pobres. Quero um país de pessoas que pensem no futuro e que não podemos continuar consumindo o planeta como estamos porque ele já não está aguentando. Quero governantes que entendam de verdade o problema das drogas e busquem soluções inteligentes pra deixar as pessoas serem livres. Um país de total acesso à educação e à saúde gratuitas e de qualidade. Quero um Estado que valoriza a Cultura nacional e que entende o que é ser brasileiro. Um Estado laico e livre. Um país de paz e de pessoas felizes.

O Brasil precisa de cidadãos conscientes e que pensem e façam um país melhor todos os dias e não malucos histéricos que de vez em quando resolvem protestar “contra tudo isso que está aí”.

Beijos e abraços.

Leia também:
Perfis de Dilma Rousseff e de Aécio Neves publicados na revista Piauí em 2014http://revistapiaui.estadao.com.br/blogs/especial/geral/eleicoes-2014-segundo-turno

Não embarque na confusão ideológica do segundo turnohttp://www.brasilpost.com.br/gabriel-brust/nao-embarque-na-confusao-ideologica-do-segundo-turno_b_5946186.html

28.5.14

Copa do Mundo: Fifa quebra recorde de faturamento

"O aumento da receita está principalmente relacionado com a realização da Copa do Mundo, pois a Fifa arrecadou US$ 601 milhão (R$ 1,4 milhão) com a venda dos direitos de televisão do torneio e US$ 404 milhões (R$ 940 milhões) de marketing. O secretário-geral da Fifa, porém, evitou somente ligar os ganhos com a disputa do torneio no Brasil."

Esse é um trecho da matéria que está nesse link: http://www.brasilpost.com.br/2014/03/21/fifa-recorde-faturamento_n_5008292.html

A notícia é 'velha', mas Fifa e seus representantes, que não são referência nenhuma de postura moral, tem mais de um bilhão de motivos pra não reclamar da Copa no Brasil. O tanto que eles vão ganhar (ou, eufemisticamente, deixar de gastar) com isenção de impostos e os convenientes credenciamentos de empresas fornecedoras de materiais para a construção das chamadas "arenas" (que eu prefiro chamar de elefantes brancos) explicitam mais ainda o bom negócio feito na parceria da Fifa com... Opa! Quem mais está ganhando com isso mesmo?

O troféu da discórdia

Também não adianta chorar o leite derramado agora e querer jogar fora o que era torto desde o princípio. As reclamações e contestações e protestos sobre a realização da Copa no Brasil tinham que ser feitas há 7 anos quando o carismático e aprovadíssimo presidente Lula trabalhou pra conseguir a nomeação. Ou será que o brasileiro estava mais preocupado em saber se o Palmeiras ia cair? Desculpe, mas querer derrubar a Copa agora é a mesma coisa que ficar numa fila imensa pra entrar no cinema e desistir quando falta apenas o casal da frente pra entrar.

Além do mais, tome muito cuidado com a síndrome do Só-No-Brasil-Mesmo porque sempre haverá aquele je ne sais quoi de inferiorização quando se fala dos países abaixo da linha do horizonte capitalista.

O norte e o sul de um ponto de vista muito embriagado

Só me resta pedir pra acabar com essa história de "vou torcer pra seleção brasileira perder" porque quando alguém me diz isso, só consigo imaginar a vida ressentida que essa pessoa leva. Ou vai dizer que durante a ditadura você torceu contra o futebol?

Beijos e abraços.

Leia também:
A Fifa não pode reclamar das Arenas inacabadas - http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2014/05/19/a-fifa-nao-pode-reclamar-das-arenas-incabadas/
A Copa é da Fifa, o Brasil é nosso! - http://blogdojuca.uol.com.br/2014/01/a-copa-e-da-fifa-o-brasil-e-nosso/
Vou torcer pela Seleção - http://www.cartacapital.com.br/revista/801/vou-torcer-pela-selecao-4703.html

7.4.14

Tá pensando que eu sou bonobo?

Tema sugerido por Rebeka Maia.

De fato, as bananas e os humanos tem 50% do DNA igual. Pelo menos foi o que disse uma pesquisa.

Por mais chocante que isso seja, dá pra perceber que muita gente vive em cacho. E você pode tranquilamente distinguir entre uma pessoa madura, uma verde e uma podre. Mas, pobres das bananas, 50% de compatibilidade com nosso ácido desoxirribonucleico não as faz capaz de amar.


Mas os Bonobos amam!

E o que os Bonobos tem com isso? Simples: eles compartilham conosco 98,7% do DNA! Não é demais?!


E o mais legal é saber que "em vez de liberar a tensão pela luta, eles se aninham repetidamente". Aninhar significa sexo em língua de cientista. Entendeu?! Os hippies estavam certos! Faça amor, não faça guerra!

A parte curiosa da história vem do fato dos Bonobos serem diferentes dos Chimpanzés por causa do surgimento do rio Congo e isso fazer o desenvolvimento deles ser bem diferente. Por exemplo, os Bonobos são comandados por fêmeas, enquanto Chimpanzés por machos.

Agora repare na sociedade à sua volta e tente decifrar se os humanos que te cercam são mais Bonobos ou Chimpanzés. Só me faça o favor de não julgar os macacos como humanos, porque... Bom, porque isso seria absolutamente estúpido. A verdade é que os macacos são muito melhores.

Agora você, enquanto símio comprador de bananas, pode caminhar com a espinha ereta até seu trabalho e observar quantas mulheres em cargos de chefia existem na sua empresa. E se feminismo ainda for um tabu (sério? Em 2014? Esse é o país que vai receber a Copa?), sugiro a leitura dessa explicação: http://migre.me/iFXgU

Beijos e abraços.

Fontes:
DNA de macaco Bonobo é 98,7% igual ao humano, aponta estudo - http://noticias.terra.com.br/ciencia/dna-de-macaco-bonobo-e-987-igual-ao-humano-aponta-estudo,4a49da38d43da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html
Human DNA similarities to chimps and bananas, what does it mean? - http://genecuisine.blogspot.com.br/2011/03/human-dna-similarities-to-chimps-and.html